proposito_pnl_ibga

Propósito, como descobrir e obter mais resultados

12/04/2016 Carreira, Corporativo, Cotidiano Nenhum comentário

O que é propósito?

Propósito é sua energia impulsionadora, ele está vinculado aos seus valores mais fortes, à sua crença, ao seu Ethos. A questão é: como descobrir o seu propósito e obter mais resultados?

O propósito está relacionado às seis perguntas universais, aos Níveis Neurológicos da PNL, que abordarei adiante.


Para saber mais sobre o Que é PNL, acesse este link


O assentador de tijolos e o Construtor de catedral

No ano de 1163 um lorde passeava pelas ruas de Londres e deparou-se com uma construção monumental. Parou perto de um dos pedreiros e perguntou o que ele estava fazendo. O pedreiro interrompeu o que estava fazendo, olhou para o lorde com cara de bravo e respondeu: “Não vê que estou assentando tijolos?”.

O lorde continuou sua caminhada e 100 metros adiante avista outro pedreiro e lhe faz a mesma pergunta. O homem para o que estava fazendo, vem para perto do lorde e mostrando o canteiro de obras responde: “Estou construindo a maior catedral de todos os tempos”.

Um dos pedreiros tinha um propósito, fazer parte da construção da Catedral de Notre-Dame de Paris, que ele disse ser a maior do mundo.

Isto, para ele, era mais importante do que assentar tijolos. Tinha um significado maior, um propósito. Quando este pedreiro se levantava pela manhã ele sabia que ia ajudar a erguer uma catedral importante para a história da humanidade, isso o impulsionava a querer ir trabalhar. O outro não tinha este grande motivo em sua vida, ele simplesmente assentava tijolos, o que não o impulsionava a levantar-se de manhã e, certamente o fazia de má vontade.

A filosofia grega antiga ancorava os comportamentos à palavra Ethos, que significa ambiente, morada do homem (natureza), costumes, comportamentos, cultura, crenças, valores, ética. Ou seja, os comportamentos eram vinculados aos valores maiores pertinentes ao significado do Ethos.


Como descobrir o seu propósito?

Para descobrir o seu propósito você deve saber usar as perguntas universais. Ou melhor, deve saber se orientar através dos Níveis Neurológicos da PNL.

Os Níveis Neurológicos se tornam dinâmicos através da união de uma identidade e um ambiente. Retornemos à catedral, havia um lorde e dois pedreiros – IDENTIDADES (Quem?) – no mesmo AMBIENTE (Onde e Quando?), o canteiro de obras da catedral, numa manhã qualquer de 1163. Um dos pedreiros influenciou o ambiente e impulsionou o lorde com seu entusiasmo, já o segundo pedreiro se influenciou, negativamente, pelo ambiente.

Entre o ambiente e a identidade existem três outros níveis que são COMPORTAMENTO (O que?), o que fez o lorde? O que fez o pedreiro um? O que fez o pedreiro 2?; CAPACIDADE (Como?) – como cada um dos pedreiros reagiu à pergunta do lorde? e CRENÇAS (Por quê?) – Por que o pedreiro número um reagiu negativamente ao lorde? Por que o pedreiro número dois se sentiu importante ao interagir com o lorde e contar a este sobre sua importante participação naquela obra monumental?

Para descobrir o seu propósito você deve responder às seguintes questões:

Por que faço ou não faço isso? – Este será o seu propósito, sua crença impulsionadora;

Como farei isso? – Sua estratégia, seu direcionamento para a busca do prazer ou para a fuga da dor – (Lembre-se dos dois pedreiros);

O que farei? – O primeiro pedreiro assentava tijolos, o segundo construía a catedral. Há uma grande diferença no propósito e este influenciou o comportamento de cada um de maneira bem diferente;

Quem serei eu ao fazer isso? – Sua identidade, sua missão pessoal;

Onde e Quando farei isso ou Onde e Quando isso será importante para meu propósito?

Quem mais será influenciado pelo que fiz? – No caso do segundo pedreiro, toda a humanidade.

niveis_neurologicos_pnl_ibga
A energia flui para o centro do foco

Todos nós temos vários objetivos e lidamos com diversas metas todos os dias. Um de seus objetivos pode ser concluir o MBA até dezembro de 2016; aumentar as vendas em 30% até 31 de dezembro de 2016, com 2,5% de margem adicional, etc. Estes são os objetivos, as etapas de cada um deles são as metas. Por exemplo, concluir cada módulo mensal do MBA com média de 85% de aproveitamento e alcançar 3% de aumento de vendas todos os meses com os 2,5 de margem. Se foco global é no objetivo, mas no dia a dia será na meta. Se você dividir a meta mensal em metas semanais, terá três cenários de focos. O imediato será o foco semanal, o intermediário o mensal, ambos representando metas e o foco anual, que se resume em seus objetivos macros.

Se você ficar com o foco no objetivo global ele pode sugar a energia que faria você realizar as metas, portanto, dispersaria sua energia e ampliaria seu foco.

A energia flui para o centro do foco e isso fortalece seu propósito. A pergunta é: Ao alcançar meu objetivo em relação ao MBA o que isso influenciará em minha vida? O que eu me tornarei ao ter esse MBA? Como isso me fará uma pessoa melhor e me guiará para a minha missão de vida? O mesmo vale para a ideia de dobrar as vendas.

O propósito é algo maior do que a coisa que leva a ele.

Estava numa cidade vizinha de Belo Horizonte e resolvi tomar um lanche numa cafeteria. Desde o momento em que entrei e fiz o meu pedido notei um rapaz, do lado de dentro do balcão, que estava olhando para mim de forma bem incisiva, a ponto de eu me incomodar. Mudei de lugar e o olhar dele foi junto. Quando me dirigi ao caixa para pagar, ele se posicionou ao meu lado, por fora do balcão. Assim que paguei ele se dirigiu a mim, chamou-me pelo nome e disse que queria me agradecer por tê-lo ajudado a conquistar o emprego de gerente da rede de cafeterias.

Há um ano deste episódio da cafeteria ministrei gratuitamente uma palestra para uma instituição de apoio ao trabalhador. Especialmente aos que estão em busca de emprego. A palestra era sobre dinâmica de grupo e demonstrei com dados como uma dinâmica funciona no funil de seleção de candidatos. O objetivo da palestra era preparar as pessoas para que elas assumissem a responsabilidade por seus comportamentos durante a dinâmica e que entendessem que uma dinâmica de grupo pode ser um mecanismo de exclusão ou inclusão de quem seguiria em frente, concorrendo a uma vaga de emprego.

Em minhas palestras abro para perguntas e trocas de experiência e no final gosto de ficar para trocar informações específicas com os participantes que o desejarem. Aquele rapaz era um destes que ficam por último, para fazer uma consulta bem particular. Ele já havia participado de dezenas de dinâmicas e sido reprovado em todas, exatamente porque em vez de participar da atividade ele ficava brigando com ela, confrontando-a com suas crenças, querendo descobrir a lógica da dinâmica, pelo ponto de vista dos aplicadores.

Ouvi sua história e falei com ele sobre o que havia dito na palestra, mas o levei a refletir sobre seu propósito em relação ao emprego pretendido. Segundo ele, no primeiro processo seletivo após a palestra ele não só passou pela dinâmica, mas foi selecionado para uma vaga que o levou, posteriormente, à função de gerente.

Ali naquela cafeteria eu vi o resultado de meu propósito que é: Ajudar as pessoas a obterem o máximo delas mesmas através do desenvolvimento de suas habilidades e mudanças comportamentais. A palestra foi apenas o meio para que isso acontecesse. Vivo do meu trabalho e quando uma empresa me contrata para proferir uma palestra, conduzir uma consultoria, ministrar um treinamento ou um programa de coaching, quando alguém se inscreve em um de nossos cursos abertos, isso é pago, mas não importa, como naquela palestra que atuei como voluntário, o que me move é o que posso proporcionar às pessoas. O pagamento em dinheiro é apenas o óbvio de uma transação comercial. No tempo destinado àquela palestra meu foco estava em fazer mudanças significativas na vida daquelas pessoas. Numa delas eu tenho certeza de que funcionou. Sua bússola interna foi reorientada e apontou para seu propósito, saiu da fuga da dor e se dirigiu à busca do prazer.

Portanto, isso não significa que naquele tempo eu não tinha outras coisas que mereciam atenção e foco, mas elas não estavam no centro do meu foco naquele exato momento da palestra. Meus próximos focos não estava roubando energia naquela palestra…

Meu grande objetivo é ajudar organizações e cada pessoa a ser o melhor que ela puder ser. Minhas metas exigem que eu focalize nelas muita energia e a fonte desta energia está em meu propósito.

Propósito, um sentido para a vida

Na vida há os assentadores de tijolos e os construtores de catedrais. Os primeiros, certamente, passarão a vida assentando tijolos, que serão cobertos pela argamassa, que será coberta pela pintura ou por granitos e mármores, tornando-se invisíveis e insignificantes peças ocultas, como seus assentadores, que, certamente reclamarão da falta de reconhecimento.

Já os construtores de catedrais passarão a vida olhando para a grandiosidade de sua obra, pois não assentam tijolos, eles constroem catedrais e o orgulho que sentem ao falar disso os levam ao reconhecimento.

Os gregos acreditavam que ao preservarem a natureza, cuidar do ambiente, da morada do homem (natureza), serem fiéis aos costumes, manterem comportamentos edificantes, valorizarem a cultura, com base nas crenças, e valores, estavam praticando a ética que norteia o sentido para a vida, ser feliz, obter realização, sentir-se importante, deixar uma contribuição para um mundo melhor, etc.

Descubra seu propósito de vida e se empenhe em fazer dele a sua energia impulsionadora. Pois ao agir por um propósito, algo que consolide sua marca e fortaleça a sua imagem você deixa de focar-se nas necessidades (no exemplo do primeiro pedreiro, ter que assentar tijolos todos os dias) desvia você do seu propósito (construir catedrais e se sentir importante por isso) e expõe suas fraquezas, no exemplo do primeiro pedreiro, se sentir afrontado pela pergunta idiota do lorde.

A vida segue seu curso em determinados contextos e ambientes. Você, com seus comportamentos, suas capacidades, suas crenças e valores escolhe a direção, se é buscar uma vida plena e cheia de prazer ou se é viver suprindo as necessidades e fugindo da dor. É uma escolha e a Programação Neurolinguística – PNL pode ser uma ferramenta para você edificar suas catedrais.


Curso(s) Relacionado(s) a este tema:


Conexão – Aprimoramento Pessoal e Profissional – Básico de PNL

Assista ao vídeo abaixo e descubra como fazer o seu equilíbrio.

Imagem de Aguilar Pinheiro na TV

(Visited 39 times, 1 visits today)

2 respostas para “Propósito, como descobrir e obter mais resultados”

  1. Robt Pontillo disse:

    I like this web blog so much, bookmarked. “Nostalgia isn’t what it used to be.” by Peter De Vries.

  2. Gareth Bale has warned his Tottenham team-mates against complacency when they host London rivals West Ham in the Saturday lunchtime kick-off. Don’t take West Ham lightly, warns Bale as winger Hammers home warning to Spurs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desculpe, estamos trocando o antigo site por outro novinho. Precisa de Ajuda?

 

Ligue 31 3274-1700 ou envie WhatsApp para 31 99769-7577

 

Entre em Contato